Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Considerações sobre medidas de DNP em multifocais progressivos
12 Março 2018  | Seção: Colunas & Artigos  |  Categoria: Dicas
WhatsApp Facebook Twitter LinkedIn Send
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
Artigo Ney Dias / Especialista em Optometria e Contatologia
Data:
Cidade:
COMO EVITAR QUE CERCA DE 10% DESTES USUÁRIOS TENHAM DESISTIDO DO SEU USO

Tenho abordado o assunto de medidas de altura e DNP em progressivos, em algumas palestras ministradas.

* NOVA NORMA
* Meça primeiramente a DNP de perto;
* Aumente 2,5 mm. em cada olho e anote no folheto que será enviado ao montador.

Temos também a seguinte dificuldade: Sabemos que no ponto principal de visão para longe (T ou Cruz) nos progressivos existem aberrações astigmáticas fora da linha de visão normal. Parece um contra-senso, mas a verdade é esta e temos que administrar este problema. Este problema costuma ficar mais evidenciado quando a dioptria de longe é 0,00. Haja paciência para convencer o cliente que com o tempo ele se acostumará a ver através de aberrações nas zonas limítrofes.

Por esta dificuldade técnica somos obrigados a verificar as dioptrias no círculo superior marcado à tinta, ou seja, bem acima do ponto principal de visão de longe. Também somos obrigados a fazer a verificação das dioptrias de longe bem no centro do círculo superior, marcado à tinta, do contrário aparecem as tais aberrações que inclusive modificam a posição original dos eixos e as dioptrias.
 
Quantas e quantas vezes oftalmologistas com certos interesses devolvem óculos com lentes progressivas com supostas diferenças no posicionamento dos eixos cilíndricos de longe?...

Aqueles que gostam de fazer as coisas com minuciosidade e precisão ficam perplexos com estas dificuldades das lentes progressivas.

Mas a verdade é que as progressivas têm um poder de marketing espetacular e é com elas que nossas ópticas mais faturam.

Fazendo uma análise comparativa em uma de minhas ópticas constatei que o volume de vendas das lentes é muito maior. E é mesmo.

Os consultores afirmam aos seus clientes que estas lentes proporcionam visão para longe, distâncias intermediárias e para perto. Seria isto uma verdade em algumas marcas? Duvido! Algumas delas são verdadeiramente bifocais sem traços divisórios e quase sem visão nítida no corredor intermediário.

Medidas de DNP em 10% dos usuários de multifocais

Mas voltando às medidas, sabemos que em cerca de 10% de usuários destas lentes, tem problemas de insuficiência ou suficiência de convergência. Sabemos também que existem clientes com DP grande (74 mm)e pequena (55 mm).   
 
Estes clientes, olhando para perto, não convergem 2,5 mm como ocorre na maioria das lentes multifocais. Sabemos também que estas lentes são produzidas com uma convergência monocular de 2,5 mm Sabemos também que um cliente com DNP de longe 36 mm para olhar para perto irá certamente convergir cerca de 3,5 mm o que o fará olhar através dos limites de aberrações astigmáticas,fora do corredor. Como resolver esta dificuldade?

Nestes casos não se deve medir a DNP de longe e desprezar a de perto .

Na verdade estes casos citados por nós ocorrem em aproximadamente 10% dos clientes que usam progressivos.

Para resolver esta dificuldade? Recomendamos o seguinte:

* Meça primeiramente a DNP de perto;
* Aumente 2,5 mm. em cada olho e anote no folheto que será enviado ao montador.

Convém esclarecermos que o montador se orienta pela DNP de longe. Cuidado para não entenderem mal e (incrível) já houve caso em que o consultor anotou a DNP de perto, fazendo o montador ficar atônito com a incongruência.

Conclusão: a maioria dos clientes (cerca de 90%) tem uma convergência de 2,5 para cada olho, entretanto quando aparecem àqueles 10% diferentes, ocorrem dificuldades.

Na verdade existem aqueles vendedores que dizem: "sempre medi a DNP de longe e nunca tive problemas?. Não é verdade! Ele se esquece daqueles que nunca mais voltaram a sua óptica e dizem que não se adaptaram a estas lentes "multifocais progressivas?.

Na impossibilidade de se saber quais são os clientes que tem convergência diferente é mais seguro se usar o método acima explicitado para todos os casos. Este garante a certeza que os usuários olharão exatamente pelo corredor de visão de perto e intermediária. Aliás e maior empresa de lentes progressivas já está adotando este método.


Ney Dias

Professor de Óptica e Optometria
Fonte: Ney Dias
Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário