Cadastre-se
Érida Schaefer
1 Novembro 2022  | Seção: Colunas & Artigos  |  Categoria: Dicas
 opticaCast 
   A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
Uma artista plástica que traz a paixão pelos óculos desde a infância. Coluna Serjão Óptico
Data:
Cidade:
Érida sempre precisou de óculos.  Aos 12 anos sentiu uma dificuldade visual e, depois de várias consultas e médicos, foi diagnosticada com visão monocular, causada pela toxoplasmose.  A partir daí, não tinha opção de não usar óculos, mas nunca encontrava modelos que gostasse. 

O tempo passou, e com a sua forte veia artística e formação em Artes Plásticas, ela pintava telas, sapatos, bolsas?mas ela tinha um sonho de fazer algo inédito, que ninguém havia feito ainda.
"Foi um longo caminho e, às vezes, pensei em desistir, mas aí pintei o meu primeiro óculos?  Uma armação bem colorida que chamou atenção de todos que passavam por mim."  

Não demorou e ela começou a receber pedidos dos amigos e vizinhos que também queriam "óculos artísticos".


Ao lado de Stella Mccartney

Logo depois do lançamento do seu perfil no Instagram, Schaefer recebeu o convite da revista 20/20 Europa para participar da matéria sobre designers que estavam despontando no cenário mundial.  E lá estava ela, nada mais nada menos que ao lado de Stella Mccartney. 

E logo depois, surge outro convite para participar do Nova Iorque Fashion Week e expor seus óculos numa loja bacanérrima no Soho.

Neste momento, a artista plástica brasileira percebeu que havia encontrado o caminho e que precisava investir nele. E assim, achou sua profissão.

O primeiro passo seria melhorar a técnica de produção. A tinta não se fixava bem nas armações. Assim, ela desvendou os materiais ideais para começar a produzir seus óculos pintados à mão. Um encontro com Caito Maia ajudou Érida a melhorar seu processo de produção, através de Maia, conheceu outro player importante da indústria óptica, o Jean da Clairmont. E, a partir deste encontro, ela segue com seus óculos até chegar a ser a primeira brasileira a expor seus óculos numa das maiores feiras ópticas do mundo, a Silmo em Paris.

A coleção Volumetria foi lançada na Europa, em uma loja de Milão e exposta na Silmo em Paris, uma das maiores feiras ópticas do mundo.

No início, Érida imaginou que chegaria na França como uma desconhecida, e com 200 peças na mala que, talvez voltasse intacta para o Brasil. Ela não acreditava que teria vendas.

Com stand montado, a primeira surpresa:  as pessoas chegavam e a chamavam pelo nome. E Erida se sentiu valorizada.   Reconhecida fora do país, por seu trabalho embasado na sua arte e no seu DNA. Este é o diferencial dos óculos da sua marca, Otro Eyewear. 

Na feira de Paris, Érida lançou a sua coleção de design autoral, em acetato italiano e edição limitada. E assim, a menina de 12 anos que usava óculos por obrigação cumpriu a sua missão.  Fazer todos pensarem como ela pensa hoje: "nunca foi tão gostoso usar óculos!" 

TUDO SOBRE: SAP CONSULTING

Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário
Analytics