Entrar Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
O varejo óptico e as ações da delegacia do consumidor em São Paulo
20 Dezembro 2013  | Seção: Colunas & Artigos  |  Categoria: 
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
Especial à OPTICANET:
Data:
Cidade:
Crédito da Foto: Artigo ASPR

  

O título acima e o conteúdo deste pequeno artigo é motivado por informações que se tem tido do varejo óptico, quanto a ações da Delegacia do Consumidor de São Paulo, que tem resultado em prisão de alguns gerentes e representantes de ópticas na capital. Isso é grave e preocupa o segmento.

 

Parte importante das soluções para que o empresário do varejo óptico tenha meios de se evitar diversos problemas, que levem, por exemplo, a atuação da referida Delegacia é contar com bom e completo sistema de Gestão Óptica.   

 

A OPTIDADOS, empresa de soluções ópticas,  atua fortemente com Gestão ao varejo óptico, oferecendo diversas soluções, entre elas o sistema específico para o segmento, o  FOCUS 10 e é uma solução.

 

Há dez anos, foi emendada a Constituição Federal (2003), para permitir ao FISCO acompanhar as transações das milhões de empresas desse país, praticamente em tempo real - ONLINE.

 

Como escrevemos em artigo recente à OPTICANET, ver no link:

 

http://www.opticanet.com.br/secao/colunaseartigos/7684/os-proximos-desafios-para-o-pequeno-varejo-no-brasil/ler.aspx

 

nos próximos dois anos, 2014 e 2015, será exigido das micro e pequenas empresas, entre elas claro, as do varejo óptico, as muitas obrigações oriundas do Sistema Público de Escrituração Digital - SPED. São obrigações que exigirão muito dos gestores e empresários do segmento óptico e de todos os outros setores, obviamente.

 

Ressalte-se que começa a ser exigida do varejo, já em 2014, a Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica. Escreveremos especialmente à OPTICANET, sobre ela, brevemente.     

 

Mas porque chamar a atenção do varejo óptico para o SPED?

 

A nosso ver, tendo o SPED sido concebido com o intuito de combater a sonegação, pirataria e o contrabando, entre outras intenções, pode e deve o empresário óptico observá-lo em sua totalidade. Se for integralmente observado, isso representará transparência, o que nos dias atuais agrega importante valor. Em tempos de grande concentração de negócios, isso é relevante ao pequeno e médio varejo óptico.

 

Em resumo, é tempo de novas práticas, investimentos, muito planejamento e ações difíceis, mas indispensáveis.

 

 

Ary Silveira Bueno

Auditor, Contador e Diretor da ASPR

 
Fonte:
ASPR
Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário
Analytics