Entrar Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Lentes restauradoras ajudam quem passou dos 40 anos
7 Maio 2013  | Seção: Óculos & Cultura  |  Categoria: 
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
É quase inacreditável imaginar que, assim como os aparelhos ortodônticos corrigem os dentes, determinadas lentes podem corrigir problemas de visão.
Data:
Cidade:
Crédito da Foto: Sobre lentes restauradoras

Mas é verdade. Trata-se de um tipo de lente rígida com alta permeabilidade de oxigênio que, usada à noite, faz pressão sobre a membrana externa da córnea e reorganiza suas células como se a moldasse. Esse procedimento, chamado de ortoceratologia, vem sendo indicado para tratamento de miopia e astigmatismo. Mas, estudos recentes comprovam que uma técnica emergente chamada de ´ortoceratologia para hipermetropia´ pode restaurar a visão de perto de pessoas de meia-idade sem a necessidade de usar óculos.
 
Publicado na edição de abril do jornal Optometry and Vision Science, o estudo afirma que pacientes de meia-idade com presbiopia, ao usar as lentes de ortoceratologia durante a noite, podem restaurar a visão de perto em um dos olhos, preparando-o para ler sem uso de óculos. Para preservar a visão de longe, o outro olho não recebe o tratamento. Em todos os pacientes submetidos ao tratamento durante uma semana, a técnica monocular foi bem sucedida em moldar a córnea e restaurar a visão de perto.
 
Na opinião do doutor Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo, a correção através da ortoceratologia ainda deve ser considerada alternativa. "Entre 45 e 50 anos, a maioria das pessoas precisará de óculos bifocais para ler e desempenhar tarefas rotineiras. Em alguns casos, prescrevemos o uso diurno de uma lente para perto em um olho e de uma lente para enxergar de longe no outro olho. Isso acaba gerando um equilíbrio na visão, dispensando o uso de óculos. Porém, nem sempre é bem tolerado - assim como a ortoceratologia para hipermetropia pode não ser muito bem tolerada por algumas pessoas que vão perdendo a visão em 3D".
 
Neves diz que a cirurgia a laser ainda é um dos recursos mais indicados para quem quer por fim ao interminável troca-troca de óculos imposto pela presbiopia. "Depois da cirurgia, o paciente pode ir ao cinema e preencher um cheque sem precisar ficar alternando os óculos - a não ser os óculos de sol".
 
Como enxergar bem é requisito fundamental para ter boa qualidade de vida e estar integrado socialmente, a Eye Care investiu no setor de Geriatria e Rejuvenescimento Ocular - que conta com um tomógrafo de retina de alta precisão, novos equipamentos para cirurgia a laser de catarata e glaucoma, além de um corpo cirúrgico especializado nas técnicas mais avançadas disponíveis hoje em dia. De acordo com o especialista, o rejuvenescimento da visão combina técnicas de plástica ocular a laser com cirurgia para correção de presbiopia e catarata, proporcionando ao paciente enxergar tão bem quanto na juventude e dispensar o uso contínuo de óculos.
 

"Além do grau, a cirurgia personalizada a laser trata de pequenas aberrações da córnea de cada paciente, com resultados tão precisos que permitem que o paciente fique sem óculos em mais de 90% dos casos, inclusive para perto. Em uso há três anos, a técnica tem apresentado resultados consistentes que vêm surpreendendo a médicos e pacientes. Por isso, nem sempre os tratamentos alternativos são a melhor opção de início", diz Neves. 

Fontes:

http://www.sciencedaily.com/releases/2013/04/130401075243.htm 

Prof. Dr. Renato Neves, cirurgião-oftalmologista e diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo - www.eyecare.com.br

Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário
Analytics