Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Moken, a tribo do mar que enxerga perfeitamente embaixo da água
3 Junho 2014  | Seção: Óculos & Cultura  |  Categoria: Óculos & Cultura
WhatsApp Facebook Twitter LinkedIn Send
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
Nossos olhos foram calibrados para enxergar em terra firme.
Data:
Cidade:
Crédito da Foto: Visão da tribo Moken

Como a pressão da água é maior que a do ar, deforma nosso globo ocular. Além de incômodo, esse aperto atrapalha a entrada de luz na retina, que forma imagens distorcidas. Por isso que, quanto mais fundo o mergulho, mais distorcida a visão - porque aumenta a pressão sobre a córnea.

Esse problema não atinge nem aos míopes, nem aos Moken. Como o problema do míope é a capacidade de seu olho em desviar a luz, fazendo com que o ponto focal de uma imagem aconteça antes que os raios luminosos alcancem a retina - membrana responsável pela formação de imagens -, a água, neste caso, funciona como as lentes dos óculos que eles usam: causam a refração da luz, corrigindo o desvio e fazendo com que os raios de luz cheguem corretamente à retina.

E o que é "Moken"? Trata-se de um povo nômade que vive no mar, ou perto dele, na região do sudeste asiático. Eles mergulham o tempo todo, com os olhos bem abertos, e tem a habilidade incrível de ver tudo em cristalino e em alta definição, embaixo d´água. E isso, para eles, é especialmente útil, uma vez que mergulham para pescar e, consequentemente, se alimentar e garantir a sobrevivência de seu povo.

Os pesquisadores descobriram isso estudando a visão subaquática de seis crianças Moken. Eles, então, compararam os resultados com a visão de 28 crianças europeias. O estudo revelou que as crianças Moken, na pior das hipóteses, podiam ver no fundo do mar duas vezes melhor que o resto de nós. Na melhor das hipóteses, eles podiam ver tão bem, e até melhor, do que alguns peixes.

Para os cientistas, este é mais um simples caso de "evolução aprendida". Como os Moken mergulham o tempo todo, suas íris já não expandem embaixo da água, como seria natural. Elas se contraem, o que os permite ver na mesma resolução que veem em terra.

Em outras palavras, é como se eles decidissem que queriam esses superpoderes e, em seguida, passaram a praticar todos os dias, até que conseguissem incorporar essa habilidade. O que coloca os Moken na mesma categoria de Nong Youhui, o jovem chinês que tem a incrível capacidade de enxergar no escuro, pois seus olhos se assemelham aos dos gatos e de outros felinos.

Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário